terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Marcelo Crivella e a tática do Presente de Grego

Meus queridos leitores, poucos são os que não conhecem a história de Helena de Tróia, mas aí vai um resuminho básico para explicar meu título.
Na história Helena teria sido sequestrada e guardada atrás do muros e do forte exército da cidade de Tróia, e para invadir a cidade os gregos teriam construído um cavalo girante de madeira ( cavalos eram adorados pelos troianos ) e no seu interior havia uma grande tropa grega. Na calada da noite a tropa grega saiu do cavalo e atacou os troianos.


Eis que hoje vemos o momento atual da comunidade LGBT. Marta Suplicy se trancou em uma sala para discutir os rumos da PLC 122\ 06 com o Senador Magno Malta, o líder da bancada evangélica, Marcelo Crivella e o Presidente da ABGLT, Toni Reis. O propósito do encontro foi alterar o texto original do projeto afim de conseguir com a participação dos evangélicos a aprovação do mesmo. Quando os movimentos foram avisados do novo texto tivemos uma forte mobilização que forçou Marta a aceitar outras propostas de alteração feita pela sociedade civil e os grupos LGBT's do Brasil inteiro, mas infelizmente todo esse material foi desconsiderado pela relatora atual, Marta Suplicy.
Meses depois de toda a discussão a Senadora volta a colocar em votação o PLC 122 criado a portas fechadas, a qual mais uma vez ei de afirmar, a COMUNIDADE LGBT não aceita. Creio que a nova estratégia de Marta é puro oportunismo político, pois a mesma espera aprovar o projeto pouco antes da II Conferência Nacional LGBT tentando assim blindar o Governo federal das cobranças que virão, haja ver que ultimamente fomos apenas identificados como massa de manobra e moeda de troca não só por líderes do Governo quanto pela própria Presidente da República, Dilma.

Mas hoje, a mesa virou para Marta Suplicy, pois a senadora estava certa de que com o novo projeto  bancada evangélica aprovaria sem nenhum problema o PLC122. Hoje,  o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) afirmou, na sessão plenária do Senado desta terça-feira (6), que a bancada evangélica na Casa considera não haver acordo a respeito do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 122/2006 que criminaliza a homofobia. 

"A senadora Marta (Suplicy) disse que havia construído um acordo. Nós gostaríamos de terminar com o projeto e construir um novo texto, mas ela insistiu com emendas, que melhoraram (o texto), mas não há acordo. Se for para colocar em votação, nós votaremos contra", avisou. O que para Marta Suplicy estava certo de um progresso, hoje tenho a impressão que Crivella rí de nossa cara. 


Peço mais uma vez que a comunidade LGBT seja CONTRA esse PLC 122 FAKE. Esse texto manipulado vai de encontro com o que realmente queremos, transformando a homofobia em um simples agravante. A forma de como foi construído esse texto mostrou o desrespeito de líderes políticos com a militância e com toda a luta estruturada durante esses 5 anos de mobilização. 


Não somos moeda de troca e não aceitamos migalhas!




Por Erik

Um comentário:

  1. Infelizmente não dá para acreditar mais nesse projeto.

    ResponderExcluir

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *